Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

04 março, 2008

Suspiros inconsoláveis de hoje.

As vezes fico pensando no que passou e no que vai acontecer, ou no que eu gostaria que acontecesse e, a cada pensamento me perco nos meus sentimentos e os desvaneios são inevitáveis.

Gostaria de compreender certos atos e relações familiares que vão contra aos meus princípios. E que quanto mais eu tento, menos eu sei. Na verdade acho que preciso de terapia de novo! Falar com alguém que me mostre uma luz, um caminho, enfim, que aponte meus erros para que eu possa corrigí-los. Ou então ver que o problema não esta comigo e sim com os outros. Não gosto dessa sensação de peixe fora d'água, acho que as pessoas não me compreendem ou sei lá, por algum motivo não faço amizades facilmente, alguns falam que me amam e outros nem olham na minha cara, uns falam pra eu continuar sempre assim, e outros não gostam do meu estilo. Sei que não posso agradar e "gregos e troianos", mas posso ficar no meio. Falsidade não é comigo, mas pode ser recíproca.

Porque será que as vezes simpatizo com a pessoa na hora e crio um vínculo e noutras eu me decepciono quando eu menos espero? Talvez esse seja o motivo de eu não criar vínculos muito profundos com alguém por medo de me machucar mais uma vez e, sei que a cada decepção, eu sofro demais... Não gsoto de criar por medo de perder, essa é verdade. Igual que aconteceu recentemente, mas a distância não é motivo para o fim, mas acaba complicando.

Essa sensação de angústia me consome aos poucos. Já chorei, esbravejei e não passou. Tentei me conformar mas não deu. A chama ainda está viva e basta um sopro pra ela vir à tona. Não sei se escrevendo isso vai ajudar, pois até agora não to vendo resultado.

Saber que alguém vai ler e talvez deixar um comentário falando que isso é normal ou que já se sentiu assim, possa me reconfortar de algo modo. Mas....
Queria mesmo ouvir que eu vou superar isso e que eu tenho forças e já passei por coisas bem piores etc. Que essa crise depressiva vai passar rápido, mas sei que isso só sára se alguém estiver do meu lado...

Ai! Um último suspiro de hoje.

1 comentários:

Unknown disse...

eeeh tá difícil msm!
desabafar sempre ajuda, não 100%, mas já é um bom passo!
sobre os vínculos familiares, não tem jeito, o melhor a fazer é tentar não se afetar mto por causa dos outros! ng na sua familia vai mudar, jamais! seja seu pai, sua mae, seu irmão, irmã, avó! família é triste, o melhor jeito é tentar conviver com as diferenças da melhor forma possível, seja conversando a respeito ou simplesmente ignorando.

vinculos, bem,... uma hora você vai ter q confiar em alguem, não dá pra ficar isolada a vida inteira. então, é bom se acostumar com decepções. é triste dizer isso mas é verdade. :´[

fik assim nao!
logo, logo vc vai estar melhor ok
;)

bjsss