Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

13 julho, 2013

2013

Olhando o que escrevi quando retornei para São Paulo há mais de um ano posso dizer que nem tudo saiu como planejado, seria muito fácil pra quem já está acostumado com tantas pedras pelo caminho, mas foi bom ter tentado e aprender a ver as pessoas e relação de família com outros olhos, talvez de alguém que inconscientemente esteja se fechando em sua casca de noz ou talvez não! Apenas esteja tão cansada de tudo que apenas esta deixando os dias passarem e rezando do fundo do seu coração que seus desejos sejam realizados pois falta tão pouco! Ah pela primeira vez está tão "fácil" conseguir que ela está numa mistura de sentimentos e sensações que perturbam suas noites de sono e lágrimas de rolam em seus olhos todos os dias no silêncio de sua voz e, lá no fundo ela tem medo.
Posso afirmar que esse medo não é sinônimo de covardia pois qualquer pessoa em seu lugar também teria e muitos não fariam o que ela vai fazer, mas novas escolhas geram novas responsabilidades e consequencias que ela está disposta a enfrentar porque mesmo começando tudo do zero (cidade, pessoas etc) ela vai estar exercendo sua profissão e mostrando seu valor e crescendo profissionalmente e isso basta para esquecer todas os empecilhos que lhe são apresentados.
A maior prova de tudo isso é o amor, pois ela vai estar junto do seu amado que neste momento está longe dela e nada mais importa senão a busca constante da felicidade junto com a pessoa amada!
 

06 maio, 2012

Nossa, olha eu aqui escrevendo depois de tanto tempo!

Tantas coisas se passaram, tantas sensações diferentes e muitos sentimentos!
Hoje posso dizer com muito orgulho que realizei meu sonho: Colei grau. 
Mas e agora o que fazer???
Acho que todo mundo já se deparou com essa sensação.
Bom, eu resolvi mudar. Tentar outra vida numa nova cidade, conhecer novas pessoas e uma oportunidade de emprego. Quer dizer, voltei a morar onde eu passei 14 anos da minha vida e fiz muitos amigos, agora posso revê-los, isso é muito bom. 
Mudanças trazem coisas boas, mas deixam saudades dos lugares e das pessoas com as quais você estava acostumado a conviver.
Espero mesmo do fundo do meu coração que tudo se ajeite, que eu consiga um bom emprego e que nossas vidas melhorem, que possam, de uma vez por todas, ir pra frente sem dar passos para traz.

16 dezembro, 2011

Saudades

Saudades de escrever aqui e deixar um pouquinho de mim, dos meus desabafos e desvaneios.
Mas a vida está tão corrida e tão cheia de problemas...

19 junho, 2011

Sanidade insana !!!

Queria gritar ao vento todos os meus sentimentos ruins para que ele os levasse para bem longe
Queria deixar meu coração pulsar fortemente por uma paixão sem saber que posso me machucar
Queria saber que os caminhos pelos quais ando são certos e não carregar essa incerteza dentro de mim
Queria às vezes, apenas ser eu mesma.
Queria tanta coisa e ao mesmo tempo que só mesmo em versos soltos como estes posso me desabafar e me sentir melhor por estar me libertando de alguma forma de tudo que me rodeia e apenas escrever o que passa pela minha mente agora.

Estou tão confusa, tão desiludida com algumas pessoas e certos atos.
Queria deixar minha sanidade de lado e extravassar...
Já me falaram que "dar uma de louco" às vezes funciona, será mesmo??

Acho que o jeito é se conformar e seguir em frente mais uma vez....

02 junho, 2011

Ao fechar os olhos....

Há algum tempo atrás era só uma garota, mas com algumas responsabilidades que vieram com a maturidade precoce devido as brigas dos pais. Cansada de ser alvo de intrigas resolveu simplesmente se calar, se fechar em sua casca de nós e ali ficar....
Por algum tempo isso foi suficiente, conversar com sua mente e ali imaginar uma vida sem problemas, queria apenas se sentir feliz e ter a certeza de que tinha amigos ao seu redor que nunca a deixariam sozinha. Porém, tinha que existir uma válvula de escape, mas qual??
Ao se ver num momento em que seus amigos já estavam "cansados" de ouvir sempre os mesmo problemas, pensou que seria interessante compartilhar seus desvaneios, mágoas e tudo aquilo que lhe viesse à cabeça com o mundo a fora.
De uma forma às vezes subentendida por entrelinhas ela conseguiu transpor em palavras seus sentimentos e um mundo novo se abriu. Escrever era uma terapia e, quando outras pessoas liam e deixavam sua opnião ela o clímax de tudo. Saber que não estava sozinha e que alguém gastava alguns minutos do seu tempo acompanhando seu blog e ainda por cima comentando, era muito legal! Algumas pessoas também se sentiam como ela e isso a deixava de certa maneira reconfortada.  
E os anos foram se passando entre altos e baixos, momentos inesquecíveis e alguns que até hoje prefere fingir que não aconteceu. Esquecer para não se magoar mais, mas mesmo assim ela sabe que lá no fundo existem certas situações que só de comentar a faz chorar por dentro e ficar melencólica por algumas horas do dia.
A vida às vezes é traiçoeira, mas no seu caso o mais difícil de aceitar foi a falta de ter uma mãe-amiga, dedicada, carinhosa, enfim, uma mãe "comum"como tantas outras. O egoísmo é muito triste, faz das pessoas seres horríveis, prepotentes e que em pequenos atos formam feridas muito doloridas.
Sua salvação foi sua avó e sua tia que a criaram para ser uma menina linda e inteligente que conseguiria tudo o que almejasse. Claro que não foi assim. Teve muitas pessoas queridas que ajudaram ela por esse percurso e que sempre ficarão guardadas na memória e no coração, porque elas a fizeram acreditar que um dia tudo iria passar.
E hoje ao fechar o olhos e olhar para trás ela pode afirmar que foi muito determinada em seus objetivos e que ainda tem muito pela frente, mas se deu conta de que precisa contar isso a alguém, hoje as amizades são difíceis de se manter à distância e aqui nesta cidadela em que mora, as pessoas não são tão compreensivas. Verdadeiras amizades são difíceis, e isso a esta deixando desanimada com o passar dos anos.
Ela quer acreditar novamente que tudo irá passar, que ao se formar no final do ano tudo possa melhorar, pois assim poderá provar seu valor. A vida está lhe dando tantos tombos que às vezes queria sumir ou apenas se deitar debaixo das cobertas e poder dormir tranquilamente, no fundo ela sabe que irá conseguir, mas acho que está faltando um empurranzinho...
Por enquanto, apenas volta a fechar os olhos e sonhar com um mundo melhor...

26 maio, 2011

Neurose

Freud entendia a neurose como o resultado de um conflito entre o Ego e o Id, ou seja, entre aquilo que o indivíduo é (ou foi) de fato, com aquilo que ele desejaria prazerosamente ser (ou ter sido), ao passo que a psicose seria o desfecho análogo de um distúrbio entre o Ego e o Mundo.

Conclusão: sou uma pessoa neurótica!

07 janeiro, 2011

Casamento x Divorcio


  Atualmente tornou-se comum o divorcio, num dia você casa e noutro separa. Todo mundo sabe que no começo tudo é um mar de rosas, ele quer impressionar ela e ela faz tudo para agradá-lo, mas com o passar do tempo a convivência vai mostrando os defeitos e, saber aceitar o outro como ele é e respeitar essas diferenças é o que faz os relacionamentos durarem por tantos anos.
  Não caia naquela conversa de que com o tempo você consegue mudar a pessoa, alguns hábitos até mudam, mas a essência da pessoa sempre será a mesma. Acho que o sentido de amar está em você respeitar os defeitos da pessoa amada e valorizar suas qualidades, claro que tem que existir uma reciprocidade de sentimentos, tem que haver aquela paixão, o brilho nos olhos, a sensação de friozinho na barriga quando ele abraça depois de um tempo longe e o arrepio na espinha quando ele beija o seu pescoço. O casamento tem que manter esse sentimento do namoro, mas com um comprometimento mais sério, tem que casar pensando em construir uma familia, uma história ao lado da pessoa amada e quem sabe durar para sempre.
   Desentendimentos sempre acontecerão, mas com diálogo tudo se resolve. Os dois tem que entender um ao outro e tentar viver da melhor forma, mas quando há exageros daí tudo pode mudar. Não se pode admitir a violência doméstica em nenhuma circunstância, a mulher não pode ser submissa ao homem, já se foi a era pré-histórica. 
  A infidelidade hoje passou a ser uma causa normal para a separação de casais, nós aprendemos a  conviver com a vulgaridade e por motivos banais o casais não se respeitam mais. Falo tanto de homens como de mulheres que traem. As pessoas e mundo não são mais como antigamente. 

7 de janeiro de 2011

Às vezes acho que tudo poderia ser diferente, mas será que seria melhor?
Talvez sim, talvez não. Mas depois que tempestade passa e você vê que sobreviveu isso dá um gostinho de vitória, de mais uma conquista. Nessa vida desde que eu me entendo por ser humano pensante derrubei muitas barreiras e superei desafios. Cada pessoa leva consigo uma história de vida e cada uma sabe o peso de sua cruz, tem cada história... umas trágicas.. umas felizes... umas vividas em condições sub-humanas... de superações... Enfim, cada uma tem o seu valor. Como o intuito desse blog é ser minha válvula de escape dessa vida tirana, meus desabafos estão registrados nos arquivos durante esses 4 anos de existência, claro que de forma subentendida para mim, mas que me ajudaram muito quando eu me sentia sozinha. Tanta coisas aconteceram e por mais incrível que pareça sempre voltam ao mesmo ponto. Vou relatar algumas dessas passagens aqui, pois quero compartilhar esses meus pensamentos e quem sabe você não se identifica com algum fato e vê que não está sozinho.

06 janeiro, 2011

2011 !!!

É... nem tudo esta perdido.
Resgatei do fundo do baú meu passado e com ele as lembranças deixadas nesse blog.
Decidi que tanto tempo no ar e com tantos textos bons que me lembram momentos passados não poderiam ser simplesmente esquecidos no mar dos despercebidos da internet. Tais motivos me remeteram a dar novos ares pro blog e a pequena chama de escrever já está acessa em minha mente, agora é só deixar fluir....

27 abril, 2009

Depois de tanto tempo

As horas passaram e com ela foram-se os dias e os meses.

Hoje quero deixar aqui uma marca, um sinal que ainda estou viva. Que apesar de tudo sobrevivi e atualmente considero-me uma pessoa feliz e cheia de planos para o futuro.

Deixei para trás uma vida cheia de lembraças e mágoas, mas não me arrependo de nada que fiz, nem da decisão que tomei para minha vida, foi um grande passo, mas tenho fé que tudo dará certo, pois está mais do que na hora de os ventos soprarem ao meu favor.

Não quero mais falar de tristezas, nem de angústias e de dores.

Quero falar que amar é mto bom!

E que compartilhar a vida com alguém que te comprenda é excepcional.

Nada vem fácil, mas com dedicação tudo se consegue.

17 janeiro, 2009

Desabafos

" Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar

Deixa,deixa,deixa
Eu dizer o que penso dessa vida
Preciso demais desabafar...
"

....
Quisera eu poder dizer tudo que estou sentindo e pensando.

Tudo ao mesmo tempo às vezes muito rápido, às vezes devagar demais pra esperar.

Quando nada acontece e você não sabe qual será o proximo passo fica a imaginar mil possibilidades e, na maioria das vezes, acaba não sendo nenhuma delas.

As pessoas são tão estranhas, tão complexas e às vezes tão frágeis.

Queria viver minha vida da melhor forma possível e ver as pessoas ao meu redor felizes, mas nem tudo é como agente espera.

Ações geram reações e teu silêncio me incomoda!

Não julgue as atitudes das pessoas.

Não duvide de seus sentimentos.

Não confie cegamente.

Não digue nada pra se arrepender depois.

Não haja por impulso.

Prove seus valores.

Tenha personalidade, sua opnião.

Não se deixe influenciar.

Seja simplesmente você.

Será que o amor é capaz de mudar uma pessoa?

Até que ponto alguém muda pelo outro?

Queria ter o dom de advinhar o futuro próximo para evitar futuras decepções.

Hoje eu quero ser eu e nada mais.

02 janeiro, 2009

Postagem do dia 26/12/08

Não me recordo exatamente o dia em que eu escrevi uma postagem perto do nata há um ano, lembro que eu estava na casa dos meus pais em São Paulo e que tinha acabado a luz por causa de um temporal.

Recordo-me que ao escrever eu tentava arrancar a angústia de dentro de mim, os caminhos pelos quais a vida nos leva as vezes acabam voltando para o mesmo lugar e fazendo com que eu sinta os mesmos sentimentos e a mesma depressão de fim de ano!

Quando achei que estava tudo bem e até perfeito demais pra ser verdade eu me deparei com uma situação a qual nunca tinha vivido e foi bem dolorosa, mas teve lá o seu lado bom e, eu agradeço por não ter se prolongado por muito tempo porque assim foi mais fácil de me recuperar.

Tenho o costume de fazer uma autoretrospectiva da minha vida durante o ano que se passou e, analizar os anos anteriores e poder notar como tudo muda nessa vida e, dessa vez pra melhor.

Em alguns momentos eu me pego pensando nas situações que vivi e que não quero viver de novo, prefiro simplesmente fingir que nada aconteceu para não relembrar, pois recordar é viver novamente a sensação.

Estou aprendendo a viver um dia de cada vez e curtir o momento, mas às vezes minha impulsividade fala mais alto e eu acabo colocando os pés pelas mãos num ato em que os risco das conseqüências são altos.

Nada que não possa ser corrigido nessa vidinha mundana que num instante de revolta minha vontade é ogar tudo pro ar e apenas estar num lugar em que não tenho que ter preocupações a não ser acordar e dormir. Um mundo utópico!

Tanto me questionei sobre o estava acontecendo, o porquê daquilo e quando iria mudar. Demorou mas chegou, o sol finalmente brilhou para mim e hoje eu tenho um emprego fixo e uma porta aberta para o meu futuro profissional. Sou muito grata por isso e cada dia que passa eu aprendo mais.

Não posso deixar de dizer que sofri uma desilusão, ou melhor, uma frustração amorosa, mas que hoje eu digo com todas as letras que foi bom porque foi através dela que eu conehci uma outra pessoa e está sendo muito bom poder compartilhar minha vida com ela e eu me sinto muito bem ao seu lado. Somos de mundos (= criações) um tanto quanto diferentes, mas nada que não possa ser resolvido, basta querer. Acho que saber compreender é um dos pontos chaves de uma relação além da confiança.

Mas enfim, não dizem que os opostos se atraem??

Mil coisas se passaram e ainda passam na minha cabeça, mas eu ainda não me sinto bem o suficiente para compartilhar aqui essas emoções.

15 dezembro, 2008

Nas voltas que o mundo dá...

Eu me perdi quando achei que tinha me encontrado.
Me encontrei em momentos em que estava perdida.
Perdida na dor,
Perdida no amor,
Perdida na solidão de meus passos
e ao som de meus pensamentos.

Ventos sopraram contra e a favor de mim.
A favor de um vida que se segue e
contra uma série de acontecimentos...

Ficarão na lembrança:
Algumas fotos,
Algumas recordações,
Boas risadas,
Bons momentos.

Tristezas também fizeram parte dessa trajetória,
Momentos de angústia,
De revolta profunda,
De incompreensão,
De medo e
De incertezas.

O tempo se encaregará de levar a marca e deixar só a cicatriz.
Ninguém nunca será perfeito e nem tudo será como agente quer.
Nada acontece por acaso, mas nem tudo tem um explicação (lógica).
O mundo sempre dará voltas e sua vida pode virar de ponta cabeça em questão de segundos.

10 dezembro, 2008

É. Foi o fim de um começo!

Tudo se resolveu na incerteza dos acasos e na ausência de respostas.
Talvez tenha sido melhor assim.
Algo que parecia tão simples terminou tão complicado.
Um fato inesperado aconteceu e ela se viu numa situação a qual nunca tinha passado e acabou por perder a noção do perigo.
Uma noite longa de alguém desiludido e revoltado consigo mesma por ter deixado aquilo acontecer.
Não precisou de uma resposta pois viu com seus próprios olhos e sentiu na pele a dor de uma traição.
Precisou de apenas dois dias para por sua cabeça no lugar e ver que não valia a pena estar ao lado de alguém assim e por isso apenas manteve seu silêncio como forma de um grito reprimido em meio a tudo que aconteceu.
Hoje, mais serena é capaz de apenas lembrar das coisas boas que lhe aconteceram e esquecer tudo que um dia lhe machucou. Porém, seu coração ainda está frágil e com medo de se apaixonar por alguém e acabar sentindo essa mesma dor novamente.
Consequências ficaram para ambas as partes, porém cada um escolheu um caminho o qual não tem mais volta e, a partir daí,tudo pode acontecer...

02 dezembro, 2008

O começo do fim ou o fim de um começo??

"When you are with me
I'm free
I'm careless
I believe

Above all the others we'll fly this brings tears to my eyes.
My sacrifice!" (Creed)

Ela está confusa e pela primeira vez não sabe o que fazer, o que dizer e muito menos que irá acontecer no decorrer dos dias. Tudo tão novo, tão belo e ao mesmo tempo tão complicado!
Milhões de borboletas insistem em voar em seu estômago e não deixá-la em paz. Olheiras profundas por causa das noites de sono perdidas deixam sua aparência cansada e seus olhos demostram angústia e anciedade.
Seu ego está ferido. Alguém conseguiu tocar no seu íntimo e agora ela não sabe o que fazer.
No momento está analisando seus passos e vendo as consequências.
Riscos existem, mas será que vale a pena corrê-los?

(...)

To be continued ...