Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

09 maio, 2008

O reencontro

Em sua mente repetia-se involuntariamente aquela cena que tanto lhe apavora.
A sensação era de angústia e medo do desconhecido, estava desnorteada, precisava ouvir que tudo ia dar certo, precisava de um colo, um ombro em que pudesse desabafar seus tormentos silenciosamente num abraço amigo.
Não sentia-se infeliz e nem alegre, apenas vazia.
Vazia de respostas, palavras, pensamentos e atitudes.
Estava fisicamente nos lugares, mas seu eu lhe implorava decisões que lhe deixavam inquieta. Borboletas alvoroçadas em seu estômago alertavam que algo não estava bem.
Precisava voltar ao mundo real, mas como?
Não sabia dizer, para cada lado que olhava não via as respostas que queria.
Noites de insônia e as crises voltaram... Não queria isso.
Sabia as consequências e lhe perguntava por quê deixou chegar a esse ponto.
Quando tudo parecia perdido, encontrou sua salvação aonde nunca imaginou.
Teve a certeza que a vida lhe prega peças e que o destino sabe o que faz.
Ao andar distraída pela rua encontrou um amigo de longa data, que nunca imaginou rever. Ele presenciou parte de sua tragetória, lhe apoiou e aconselhou nos momentos certos.
Lutaram juntos sem deixar transparecer para os outros o que lhes afligia.
O sorriso e aquele abraço amigo gostoso eram tudo que ela precisava para seguir em frente naquela fase em que tudo mudava tão rapidamente e um passo dado em falso podia definir sua vida para sempre.
Fase a qual todos já passaram e muitos ainda irão: A adolescência em que os nervos encontram-se a flor da pele e a curiosidade é o fogo que mantém a chama ascesa (ou seria acesa?) .
Retomando...
Ao abraçar sentiu uma energia e uma sensação muito boa. Lágrimas correram de seus olhos ao ver os olhos dele marejados e escutar tão doces palavras:
- Meu anjo, você sabe o que enfrentou e passou e está aí linda, muitas coisas virão, mas você já venceu tantos obstáculos que sabe tem a capacidade de enfrentar o que vier e sair com a cabeça erguida. Você é forte, guerreira e dedicada no que faz. Continue assim que sua estrela ainda vai brilhar muito. E pode contar comigo pro que precisar, sempre estarei aqui torcendo por você, minha grande amiga.
Essas palavras ficarão gravadas em sua memória por muito tempo.
E, a cada obstáculo que se deparar irá lembrar das palavras e encontrará as forças necessárias para vencer.

0 comentários: