Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

30 maio, 2008

Desvaneios de uma tade

Será que quanto estiver com meus 30, 35 anos vou olhar pra trás e me ver como meu vejo hoje?
Será que vou me achar uma idiota? Ou uma garota legal?
Talvez não lembre de detalhes, momentos ou pessoas que hoje são importantes para mim. Mas tenho certeza que levarei comigo tudo o que aprendi durante esse percuso.
Posso até continuar com os mesmos defeitos como também posso deixar aflorar esse meu eu escondido e mostrar sem ter medo meu jeito de ser, deixar minha estrela brilhar o quanto ela puder e pra quem ela quiser.
Sinceramente não me vejo com 30 anos, mês que vem faço 20 e acho que vai ser um grande marco na minha vida, pois mostra que sobrevivi por duas décadas e estou aqui hoje nessa minha metamorfose ambulante do meu eu incompreendido! (Nossa, que profundo que ficou isso)
Me ocorreu um pensamento enquanto escrevia: será que essa minha busca por respostas já não faz parte de mim? Talvez seja essas minhas aflições os meus traços, a minha marca, seja no meu sorriso ou no meu choro.
Vendo o tempo passar diante dos meus olhos, pessoas entrando e saindo da minha com tanta rapidez e intensidade que eu me transformo naquilo que talvez não deveria ser.
Foram tantas atitudes, gestos, palavras e momentos que eu nem sei mais o que pensar e nem fazer.
Deixar a vida simplesmente passar não é bom, mas tem horas que é preciso.
Ficar atento a pequenas coisas ao seu redor, pode definitivamente, mudar sua vida.

1 comentários:

du_Santus disse...

poxaa... eu fiz vinte mês passado e sinceramente acho q não chego nem aos 40... sei lá... me dá medo pensar nisso, que terei o dobro da minha idade atual! é esquisito!

mas acho q vc vai olhar pra trás e se gostar, vc é uma pessoa mto legal! hehe!! :D

bjs!