Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

28 janeiro, 2008

Angústia de não fazer nada que valha realmente a pena

Por incrível que pareça eu não vejo a hora de começar a facul de novo, é tão tedioso ficar sem fazer nada...
E eu não posso ficar assim, senão eu piro muito, começo a imaginar coisas e a fazer planos que na maioria das vezes dão errado. é bom voltar pra Beltrão e ver que eu conquistei meu espaço e meu lugar vai ser aqui por mais 3 anos. Sei que muita coisa irá acontecer durante tempo e que minha vida irá tomar rumos definirão o meu futuro profissional principalmente.
Não tenho muito o que falar nesse momento, falta ainda eu postar as fotos de algusn lugares que conheci em São Paulo e em Santos, mas isso eu faço outra hora mesmo porque elas já estão no meu orkut.

0 comentários: