Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

23 janeiro, 2008

Pensamentos do dia 25/12/07

Eu irei postar agora o que escrevi na minha casa em São Paulo sem net e por isso copiei fielmente as palavras que foram escritas numa folha de qualquer de papel....

Adoro escrever, digitar letra por letra para formarem palavras que saem da minha mente, pensamentos soltos no ar que depois ganham sentido.
Bom, hoje é natal e eu estou escrevendo aqui nessa folha de papel que achei e ainda por cima a luz de velas porque deu uma chuva muito forte e acabou a luz.
Minha agonia não me deixa respirar, preciso desabafar e por isso estou aqui. Como sabem estou na casa dos meus pais em São Paulo, mas sinto que essa já não é mais minha casa, não pertenço mais a esse mundo. Pra começar não tenho mais quarto, pois minha avô vai voltar a morar aqui e agora o meu quarto ficou pro meu pai.
Não consigo dormir uma noite inteira de sono, sempre pensamentos e aflições pertubam minha mente e eu fico tentando achar a "luz no fim do túnel", mas sei que as coisas são bem diferentes do que se espera...
Vir pra SP foi bom pois me fez ver que amizades duram enquanto são verdadeiras e, que não importa a distância, sempre terão a mesma cumplicidade. Ainda não vi todas as pessoas que gostaria de rever, mas já estive com meus melhores amigos e ver que eles estão bem me deixa feliz.
Sinto falta mesmo é do Igor, meu gato de estimação - que neste exato momento está do meu lado e me olhando com esses profundos olhos azuis.... Ele sim era meu companheiro de todas as horas, sempre de escutava e de algum jeito serenava meus tormentos.
Não tem nem uma semana que estou aqui e já me estressei muitooooo! Já tive crise nervosa duas vezes e ataca minha gastritee quase morro de dor..... Esta aqui seria mais uma delas (crise), mas já perdi as contas de quantas foram....
PORQUE TODO FIM DE ANO É ASSIM?? E ATÉ QUANDO VAI SER??
Essa indecisão e incerteza sobre o futuro me apavora e consome meu corpo. São exatamente 10:15 da noite agora e continua sem luz. Apenas eu e o tic-tac do relógio.
Já me sinto melhor por ter escrito estas palavras e assim, organizados meus pensamentos e admitindo certos fatos.

0 comentários: