Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

09 outubro, 2006

Neurose - Reação em Cadeia

Adoro essa música, e neste momento em que encontro ela fala por mim....
E tbm vou postá-la em homenagem ao Jonathan(vocalista da banda e autor da música) que amanhã completará mais um ano.

Neurose

Talvez o silêncio nunca me perdoe por ter dito que te amo.
Sou vítima de mim mesmo, das minhas próprias frases,

da minha própria consciência.
Tenho procurado entender a minha vida,
Mas as conclusões a que cheguei, não são nada conclusivas.
Esperei o tempo necessário para compreender

que na verdade eu não posso ter você!
A vida é assim, eu tenho que me acostumar.
Os dias irão surgir e o sol irá brilhar aqui...
E hoje é o primeiro dia, do resto dos nossos dias e,
Eu ainda espero por você!
Entre e feche porta, tente me entender,
Acalme-se você vai ver...
Eu posso te olhar,
Também posso te tocar, mas não com o coração...
E estes são os meus problemas, os problemas que eu não tenho,

que criam em minha mente por você!
Por você!

0 comentários: