Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

15 dezembro, 2008

Nas voltas que o mundo dá...

Eu me perdi quando achei que tinha me encontrado.
Me encontrei em momentos em que estava perdida.
Perdida na dor,
Perdida no amor,
Perdida na solidão de meus passos
e ao som de meus pensamentos.

Ventos sopraram contra e a favor de mim.
A favor de um vida que se segue e
contra uma série de acontecimentos...

Ficarão na lembrança:
Algumas fotos,
Algumas recordações,
Boas risadas,
Bons momentos.

Tristezas também fizeram parte dessa trajetória,
Momentos de angústia,
De revolta profunda,
De incompreensão,
De medo e
De incertezas.

O tempo se encaregará de levar a marca e deixar só a cicatriz.
Ninguém nunca será perfeito e nem tudo será como agente quer.
Nada acontece por acaso, mas nem tudo tem um explicação (lógica).
O mundo sempre dará voltas e sua vida pode virar de ponta cabeça em questão de segundos.

1 comentários:

Thyanna disse...

Oi Naty,

É certo que o mundo dá voltas, e que a vida pode, de um minuto pra outro, mudar radicalmente...mas as feridas, as marcas, ficam, não só como as cicatrizes...
Nas noites frias, nos momentos de solidão e tristeza, essas marcas e e feridas, latejam, pra mostrar o seu lugar, para que não sejam esquecidas, assim como para que não sejam esquecidos seus significados e lições...

Isso é a vida... uma motanha russa...

bjuuss