Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

02 dezembro, 2008

O começo do fim ou o fim de um começo??

"When you are with me
I'm free
I'm careless
I believe

Above all the others we'll fly this brings tears to my eyes.
My sacrifice!" (Creed)

Ela está confusa e pela primeira vez não sabe o que fazer, o que dizer e muito menos que irá acontecer no decorrer dos dias. Tudo tão novo, tão belo e ao mesmo tempo tão complicado!
Milhões de borboletas insistem em voar em seu estômago e não deixá-la em paz. Olheiras profundas por causa das noites de sono perdidas deixam sua aparência cansada e seus olhos demostram angústia e anciedade.
Seu ego está ferido. Alguém conseguiu tocar no seu íntimo e agora ela não sabe o que fazer.
No momento está analisando seus passos e vendo as consequências.
Riscos existem, mas será que vale a pena corrê-los?

(...)

To be continued ...

1 comentários:

Igo Araujo disse...

há quem diga que uma vida sem riscos não vale a pena... bem... cada um na sua né... mas qm sabe... às vezes acho que só não voamos por medo de tentar...

bjão!