Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

23 novembro, 2008

Ontem, hoje e sempre!

Há exatamente 5 meses eu completei 20 anos de vida e, devo a eles o que eu sou hoje.
Porém, hoje vejo que cometi erros bobos, mas que ao me ver naquela época era certo e não tinha outro jeito. Enfrentei muita coisa sozinha, mas ao mesmo tempo tive a ajuda de pessoas especias que me estederam a mão e me deram força pra seguir em frente, as quais nunca esquecerei mesmo com a distância.

Na vida todos precisam de alguém que se possa compartilhar alegrias e tristezas, alguém que rompa as barreiras impostas pela vida e que não tenha medo, assim você tem alguém a qual pode se espelhar e seguir em frente.

Dia após dia... Ano após ano.

E eu, continuo aqui. Exatamente como começou mas com uma diferença: Hoje eu me vejo mulher. Me sinto assim e não tem palavras para descrever tal sensação. Sou mais segura em minhas decisões e não tenho medo de enfrentar os obstáculos, mas, às vezes, bate uma insegurança e tudo fica nublado. Mas é passageiro, aprendi que são apenas fases.

Nossa, vai fazer dois anos que saí de São Paulo e olhando para trás vejo quanta coisa mudou. Cheguei aqui como uma guria desiludida, frustrada, insegura e egoísta em meus sentimentos, fechada em mundo só meu. Agora, eu sou muito mais feliz, pois percebi que a felicidade sempre esteve perto de mim e eu nunca soube aproveitar os momentos, aprendi a dividir meus sentimentos e a compartilhar a minha vida com a minha família daqui. Depois de muito sofrer dexei meu egoísmo/possessão de lado e hoje curto viver assim como sou. Não devo nada pra ninguém e nem obrigo ninguém a gostar de mim. Não finjo sentimentos, apenas sigo o rumo que a vida me impõe e isso quer dizer que faço o que for necessário para viver em harmonia.

Por incrível que pareça estou com a sensação de que meu o fim de ano vai ser muito bom. Mas isso mudou há algumas semanas atrás, pois até então eu estava entrando na minha deprê de fim de ano e isso era certeza de acontecer. Porém o sol brilha para todos e, sinto que o meu momento é agora.

Não importa o que eu vivi e nem me preocupo com o que virá, pois tenho a certeza que sempre serei eu ontem, hoje e sempre!!!

3 comentários:

Unknown disse...

nossa!
q bom que vc evoluiu! é sempre bom caminhar pra frente! parabéns

bjão!

Thyanna disse...

Eh... sei como eh... deprê de fim de ano... estou lutando pra fugir disso..rrsrs

Acho que o melhor efeito que o tempo nos causa, é a sensação que tudo passa, e é muito bom poder olhar pra trás e ver que somos melhores do que fomos ontem ou a um tempo atrás, e melhor ainda é saber que continuamos a seguir em frente por mais inseguro que seja o caminho, e que vamos colher os frutos de nossas atitudes no futuro...

bjus

Igor Palhares disse...

Muito bom! ;)