Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

24 junho, 2007

Desvaneios de um futuro bom x A dor da perda

São tantas coisas que nem sei o dizer.... Mas não é nada sobre mim, e sim das pessoas que estão ao meu redor.

O sol voltará a iluminar nossos caminhos, o problema é quando. Talvez esse intervalo seja o fim...

Fim de um capítulo da vida à dois e começo da página de uma vida nova. Os espaços em branco vão se preenchendo com incertezas, medo do desconehcido, do novo, da solidão em si..... Espaços que com o tempo serão apagados por sentimentos de amor, de esperança, de determinação e de vontade de viver e quem sabe, no decorrer da história, o destino, o principal autor dessa obra, decida fazer do livro um filme. Em que não importa o que os separou no passado e sim o sentimento guardado por eles, pois dizem que o primeiro amor agente nunca esquece. Esse drama pode a vir a ter um final típico de um romance, basta que o destino se encarregue disso....

Ainda é extremamente cedo para saber alguam coisa, meus desvaneios são uma forma de aliviar essa angústia de estar de mãos atadas diante dessa situação tão complicada, em que pessoas que eu amo estão magoadas por causa de um erro tão cruel que é a traição.
Nem gosto de falar essa palavra, pois é muito forte e causa danos irreparáveis....
Só o tempo irá dizer alguma coisas que ainda não encontramos....


Não foi a primeira e não ia ser a última... Antes agora que já estavam no muro do que depois....
Errar é humano. Persistir no erro é burrice!


Até que ponto vale arriscar uma familia por um capricho sexual???
As pessoas falam disto como se fosse um coisa normal, as novelas.. os filmes... E não é bem assim!!! Só quem já viveu pra saber a dor.
A confiança é um dos alicerces do qual não podemos quebrar ou perder, senão desmoronamos. É a base de tudo nessa vida.


pegue a sua no TemplatesdaLua.com

0 comentários: