Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

19 junho, 2011

Sanidade insana !!!

Queria gritar ao vento todos os meus sentimentos ruins para que ele os levasse para bem longe
Queria deixar meu coração pulsar fortemente por uma paixão sem saber que posso me machucar
Queria saber que os caminhos pelos quais ando são certos e não carregar essa incerteza dentro de mim
Queria às vezes, apenas ser eu mesma.
Queria tanta coisa e ao mesmo tempo que só mesmo em versos soltos como estes posso me desabafar e me sentir melhor por estar me libertando de alguma forma de tudo que me rodeia e apenas escrever o que passa pela minha mente agora.

Estou tão confusa, tão desiludida com algumas pessoas e certos atos.
Queria deixar minha sanidade de lado e extravassar...
Já me falaram que "dar uma de louco" às vezes funciona, será mesmo??

Acho que o jeito é se conformar e seguir em frente mais uma vez....

0 comentários: