Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

09 outubro, 2007

Farmacogenética

Bom, amanha eu tenho que apresenta um seminário sobre esse assunto, ta aí quem quiser saber um pouco sobre isso. É intessante.


A Farmacogenética consiste em uma nova ciência na área da Genética Bioquímica que estuda a variabilidade das respostas às drogas decorrentes da variação genética de cada indivíduo, reduzindo assim os efeitos colaterais, uma vez que um determinado remédio pode funcionar para uma pessoa e não para outra. Com isso, vários pesquisadores têm buscado identificar preditores clínicos eficientes para uma boa resposta ao fármaco a ser escolhido, aprimorando assim o diagnóstico clínico das doenças.
A primeira referência à variabilidade da resposta farmacológica é atribuída ao matemático grego Pitágoras, que descreveu em 510 a.C., a intoxicação provocada por determinadas favas em alguns, mas não em todos os indivíduos que as ingeriram. No entanto, a farmacogenética moderna tem suas origens em meados do século XX, com a demonstração de associações entre alterações genéticas e efeitos dos medicamentos.
O tratamento começa com o diagnóstico do paciente. Feito isso, inicia-se o processo de terapia e acompanhamento, sendo possível à identificação do metabolismo do seu organismo. O próximo passo é a genotipagem em que será possível a seleção exata do medicamento e dosagem. Esse tratamento é chamado de Diagnóstico Dirigido. Não há grande variação étnica nas pesquisas farmacogenéticas, já que as respostas são individuais.
Quanto à eficiência, como toda técnica, apresenta variantes. Pois nem sempre será um único gene que irá modificar a resposta do organismo ao medicamento.
O espectro de ação é muito amplo, pois os medicamentos são usados com outros objetivos, além de sua indicação essencial na prevenção, tratamento e cura de doenças e no alívio de sofrimento e dor. Por isso, as drogas de abuso (tranqüilizantes, antidepressivos, analgésicos) e as de ‘uso recreativo’ (álcool, nicotina, alucinógenos, entorpecentes) também têm sido objeto de estudos farmacogenéticos. Para curar de dependências como nicotina e remédios, dificilmente uma resposta farmacológica (ação e efeito) vai se dever a um único gene.
O tabagismo tem sido associado a vários polimorfismos genéticos. No Futuro, estudos poderão ajudar os clínicos a individualizar o tipo, a dosagem e a duração do tratamento da dependência tabágica, conforme o genótipo de cada fumante, maximizando a eficácia do esquema proposto.
Em relação ao custo, esses procedimentos no primeiro momento serão caros, porque irão gerar a necessidade de treinamento, equipamentos adequados e a formação de centros especializados. Mas quando isso tudo estiver implementado, o custo do exame irá diminuir.
Não há nenhuma legislação nem no Brasil, nem no mundo a respeito dessa nova ciência. O país mais próximo a ter algo regulamentado é a Inglaterra. Sendo que toda informação médica é privilegiada e pertence apenas ao médico e ao paciente.


pegue a sua no TemplatesdaLua.com

10 comentários:

Willian disse...

Quero fazer meu TCC nesta área, acho super interessante!!
Valeu pela dica
Bjs

* Nathy * disse...

Oi Willian, q bom q pude ajudar um pouco.
É uma área bem interessante, apesar de ser nova e não termos tecnologia suficiente ainda para desenvolver melhor as técnicas.
E a maioria dos estudos farmacogenéticos são estrangeiros.
Sorte com o seu TCC!
Bjus

Li disse...

Oi muito boa sua explicação sobre farmacogenética...daqui a dois dias tbém tenho um seminário para apresentar sobre esse assunto...Serviu de grande ajuda,Obrigada!!!E parabéns pelo blog!!!
Li.

Dydyzinha disse...

Nathyyy Muitoo Legal suaa Explicacçãoo eu vouu ter q apresentar um seminário Tbm...e esse assunto é interessantee..a Farmacogenetica....
vai ajudarrrr

Beeijooossssss
Obrigada!

ah dahraa seww blogggggg

Rômulo disse...

Oi Nath, vou apresentar um trabalho sobre farmacogética, e vc me ajudou muito com essa explicação.Parabéns pelo blogger

netoo__ disse...

Adorei!!! Muito bom seu trabalho!!!

Anônimo disse...

muito bom, eu to fazendo um trabalho sobre isso!

Rena disse...

Não tinha um melhor contraste de cores pra o blog não?

Anônimo disse...

Oi amei o site bastante explicativo, resumido falar o que é importante parabéns bjos sucesso

Taciane disse...

Oi amei o site bastante explicativo, resumido falar o que é importante parabéns bjos sucesso