Unwritten

Escrever, escrever e escrever....
Deixar as palavras formarem frases, parágrafos e textos... Contar notícias, tragédias, cartas de amor, cartas de saudades, de alegria, mensagens de reflexão.Buscar em coisas escritas aquilo que não se encontra ao escutar.Achar no meio de um livro antigo uma rosa seca e, ao ver, recordar o passado.
Desligar-se do mundo ao ler um livro, entrar na história e ser o narrador observador.E por alguns instantes esquecer de tudo.

Eu escrevo por hábito, por gosto, porque quando escrevo esqueço do mundo ao meu redor, as palavras chegam na minha mente e eu simplesmente as escrevo.Podem não ter significado pra você, mas para mim, sempre tem.

Nossas vidas são como livros, a cada dia uma nova página é escrita.

21 maio, 2006

O animal se assemelha ao dono

Este é meu gato Igor, o gui de olhos azuis... azuis, tenho ele há cinco anos, é a minha paixão!

Acho mto legal q ele se tornou parecido comigo em algums aspectos: adora leite, é meio preguiso, acorda de mau humor, qdo passa da hora de dormir fica irritado e de vez em qdo tem uns "pitis" - no caso dele é pq ta sem comida ou pq ficou mto tempo sozinho, já o meu é por motivos, digamos assim, mais fortes. .. hehehe

As únicas coisas em que ele não combina comigo são: Comer peixe e torrar no sol. Até fico no sol, mas não passo de meia hora.
[Deve ser por isso que sempre me chamavam de "Nata"... do leite....]

0 comentários: